aa1 Notícias
  • 28mai /18

    Oficina Regional Nordeste do Programa Memória do Mundo da UNESCO

  • A Oficina Regional Nordeste do Programa Memória do Mundo da UNESCO, ocorreu durante a tarde do dia 24 no Arquivo, foi a maior até agora das oficinas do MoWBrasil, com todas as 70 vagas preenchidas.

    “Considero essa oficina como sendo de grande importância para o Arquivo, pois oferece oportunidade de resgate de materiais preciosos que podem se perder se não receberem o tratamento necessário. O Brasil tem 93 registros nacionais e somente seis são se Pernambuco. Então espero que essa oficina possa suscitar um maior interesse para que mais registros nossos consigam ganhar essa dimensão de preservação e de visibilidade”, disse o diretor do Arquivo Félix Filho. “O Comitê, que é responsável por escolher os projetos, é independente inclusive do Arquivo Nacional, onde está instalado, submetendo-se apenas às regras da Unesco”, completou. 

    Apesar da dificuldade de transporte por conta dos últimos acontecimentos, a Oficina pôde contar com a grande maioria dos inscritos. O público interagiu o tempo todo, tirando todas as dúvidas.“O acervo a ser trabalhado pode ser, além de documentos e jornais, de música, filmes e fotografias. Qualquer tipo de registro de informação que tenha relevância, antigo ou mais recente, pode ser inscrito”, explicou o professor Evergton Sales do seguimento de Arquivos Religiosos e membro do Comitê.

    Já Maria Elizabete Brea, do Arquivo Nacional, também do Comitê MoWBrasil, explicou em detalhes como funciona a inscrição dos trabalhos e alertou: “Não é o objetivo do MoWBrasil cuidar de acervos inteiros, como uma biblioteca, por exemplo. São aceitas, sim, coleções que preencham os requisitos do edital, contemplando projetos com características específicas”, pontuou.